sábado, 12 de julho de 2014

Ponte


Caminho pela rua larga porém, para mim, estreita. Meu sapato faz barulho quando ando, mas essa calçada deformada e mal feita não contribui. Era horrível. Tudo o que eu olhava me desanimava, cada lugar da cidade me lembrava de momentos que tive com ele. 


Era como se eu não conseguisse respirar de tanto que meu pulmões doíam. Tinha chorado por um mês, mas justo hoje resolvi sair, justo hoje quis me lembrar do nosso momento naquela ponte, na verdade, acabar com tudo. As palavras dele rodeavam todos os cantos dos meus pensamentos, sua feição e seus olhos pareciam me condenar, mas tudo aquilo ainda não tinha sido jogado nas águas.


Deixei uma carta no correio para ele, disse todas as promessas que fizemos, mas que finalmente seriam jogadas. Eu o amo. Ele me ama. Mas chega uma hora que tudo volta a ser aquela folha branca, o papel que tinha uma vida escrita e desenhada, hoje não passa de um monte de trapos rasgados e jogados no lixo. 

Olho a ponte, lágrimas pesadas e quentes escorrem pelo meu rosto, é incrível como tudo parece negro, como a vontade de desistir é grande e como todas as coisas que ele disse não significam nada. Ele prometeu que ficaria comigo todos os dias, que cuidaria de mim e me confortaria quando eu precisasse. Prometeu que quando eu sentisse dor me faria rir e sentir apenas felicidade. Mas não foi isso. Ele apenas me deu dor.


Respiro fundo olhando o rio, minha vontade é de ir até a sua casa pra tentar me redimir, mas eu quero acabar com tudo isso. Tenho que ser forte e acabar. Subo no parapeito da ponte e olho novamente o rio que parece furioso ou com vontade de me acolher. 

Pulo e a partir dai só Deus sabe o que vai acontecer. Pela correnteza serei levada. Mas nela, deixo toda a minha decepção, toda a minha fúria por uma pessoa que parecia, mas que jamais me amou.


8 comentários:

  1. Adorei o texto, e sim, temos que seguir em busca da felicidade!
    Comecei a te seguir!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ale!! Fico muito feliz de que tenha gostado e obrigada por seguir.
      Beijos

      Excluir
  2. Oi Yami, amei o texto. Você está me surpreendendo cada vez mais. E você foi malvada no final, mas esta muito bom. Parabéns \0/
    Beijos

    our-constellations.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!! Haha obrigada, amo o seu blog *-*
      Beijos

      Excluir
  3. Oi Yasmin!
    Que lindo seu texto! O final foi triste, mas também foi poético.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sora!! Obrigada,fico feliz e agradeço muito. Meus textos normalmente puxam o lado da poesia
      Beijos

      Excluir
  4. Lindo!!!! ta escrevendo muito bem!!! QUERO LER CLICK??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Aninha, CLICK esta indo conforme minha inspiração surge, o que esta sendo difícil
      Beijos

      Excluir